Home Destaque Pentágono tem informações sobre caso Rendlesham, o Roswell britânico?

Pentágono tem informações sobre caso Rendlesham, o Roswell britânico?

78
0
COMPARTILHE
Pesquisador inglês especula que o projeto secreto do Pentágono para investigações de OVNIs recém revelado poderia ter informações cruciais para esclarecer o caso Rendlesham, considerado o incidente Roswell da Inglaterra
Pesquisador inglês especula que o projeto secreto do Pentágono para investigações de OVNIs recém revelado poderia ter informações cruciais para esclarecer o caso Rendlesham, considerado o incidente Roswell da Inglaterra

O Portal Sputnik publicou matéria com o pesquisador inglês Nick Pope, que especula que o projeto secreto do Pentágono para investigações de OVNIs recém revelado poderia ter informações cruciais para esclarecer o Caso Rendlesham, considerado o caso Roswell da Inglaterra.

Pope já trabalhou no Ministério da Defesa (MoD) britânico; em entrevista ao Portal Vigília, há alguns anos, contou essa história e disse ter lidado diretamente com casos de UFOs, mas até hoje não trouxe a público qualquer prova contundente da presença de OVNIs que o MoD britânico ou suas pesquisas posteriores tenham produzido.

LEIA TAMBÉM:
Nick Pope nega ter visto
Revelado relatório secreto sobre pouso de UFO na Inglaterra

Os Arquivos X do Ministério da Defesa Britânico

O Caso Rendlesham aconteceu em 1980 na floresta que leva o mesmo nome em Suffolk, na Inglaterra. É comparado ao Caso Roswell americano porque ocorreu algo parecido: foi registrada uma série de luzes de origem desconhecida e um possível pouso de UFO (e não queda, como em Roswell). A diferença é que o contato foi repleto de ação militar e cheio de testemunhas.

Nick Pope opinou ao diário Daily Star que o Programa de Identificação de Ameaças de Espaço Aéreo Avançado (AATIP), como é chamado o programa do Pentágono (e supostamente encerrado) poderia ter resolvido o famoso caso Rendlesham.

O AATIP estudou varios relatórios sobre discos voadores. Desde sua divulgação no ano passado, três vídeos de encontros estranhos de pilotos com OVNIs foram mostrados.

LEIA TAMBÉM:
Programa secreto do Pentágono mostra que EUA continuam estudando OVNIs

O que o Pentágono pode saber sobre o Caso Rendlesham

No Caso Rendlesham, dois pilotos da Força Aérea dos EUA, John Burroughs e Jim Penniston, da base de Woodbridge, foram investigar o que inicialmente foi considerado um incidente aéreo civil na floresta ao lado da base. Ao chegaram ao local da queda, encontraram uma aeronave não muito maior que um carro de passeio com “símbolos hieróglifos” que acelerou a velocidade depois que eles as tocaram.

O OVNI teria sido registrado no radar e teria voltad dois dias depois, disparando raios contra a tripulação da base da Força Aérea em Woodbridge.

O especialista aposentado do Ministério da Defesa britânico ressaltou que “quando a história do projeto secreto do Pentágono sobre OVNIs foi lançada, houve uma intrigante referência ao AATIP com um dossiê detalhando casos de OVNIs por todo o mundo.”

Ele sublinhou que todos os pedidos por detalhes sobre o relatório do AATIP foram negados por razões de segurança. Mas levando em contra que os laços entre os EUA e Reino Unido continuam fortes, Pope crê que as investigações do Pentágono possam ter respostas ao mistério britânico.

Pope acredita que relatórios sobre Rendlesham poderiam provar que as testemunhas foram provavelmente expostas à radiação quandp se aproximaram do OVNI, ao qual ele denomina Fenômeno Aéreo Não Identificado (UAP, sigla em inglês).

LEIA TAMBÉM:
Ex-coronel mantém versão de OVNI em Rendlesham, na Inglaterra, e diz ter provas

“Intriga-me saber que informação possui o AATIP sobre o assunto, e o que eles concluíram”, ressaltou Nick Pope, adicionando que paralelamente à análise dos vídeos com caças militares seguindo os OVNIs, o AATIP parece estar analisando os efeitos psicológicos dos OVNIs nas pessoas que se encontraram com eles, como foi no caso Rendlesham.

Além de várias outras especulações que fez ao Daily Star, sem provas mais assertivas, Nick Pope revelou ainda que se demitiu do MoD por causa do “grande sigilo e oposição interna”.

Com informações do Portal Sputnik

Deixe um comentário

Please enter your comment!
Please enter your name here