Home Agenda Debate ufológico será destaque na 3ª SteamCon, em Paranapiacaba (SP)

Debate ufológico será destaque na 3ª SteamCon, em Paranapiacaba (SP)

769
0
COMPARTILHE

Nos dias 8 e 9 de agosto o distrito de Santo André abrigará entusiastas da estética SteamPunk — ou “retrofuturismo”. Evento terá debate sobre Ufologia, com participação do Portal Vigília.

Cartaz do 1º Debate Ufológico de Paranapiacaba
Cartaz do 1º Debate Ufológico de Paranapiacaba (Arte: Philipe Kling David)

A estética “Steampunk”, ou retrofuturista, com seus acessórios em cor de bronze, ferro e movidos a vapor, vai invadir o distrito de Paranapiacaba (em Santo André – SP), nos dias 8 e 9 de agosto. Neste dois dias será realizada a 3ª Edição da SteamCon – Convenção Steampunk . A programação completa ainda está sendo definida, mas a previsão é que que ambos os dias tenham atividades das 10h às 18h, com horários sujeitos a alterações de acordo com as atrações.

Uma das novidades da 3ª SteamCon já está definida: o evento abrirá espaço, no dia 8 de agosto, para “1º Debate Ufológico de Paranapiacaba“, que se propõe a entrar no clima retrofuturista para abordar com seriedade o tema OVNIs e extraterrestres.

O universo steampunk no Brasil e a SteamCon

Um dos organizadores da SteamCon, Raul Cândido, editor do Selo Taberna e consultor de segurança da informação, é um dos fundadores do Conselho Steampunk. Ele conta que é fã da literatura e estética steampunk “desde muito antes de descobrir que esse estilo tem um nome”.

A inspiração veio de obras de Julio Verne, H.G. Wells e E.T.A. Hoffmann. “Eu já me divertia vendo personagens vitorianos fugindo em traquitanas repletas de engrenagens de bronze enquanto o cenário explode. Os óculos de proteção, que são acessório indispensável de todo cientista maluco, mecânico ou aviador, passaram a ter outro significado para mim”, conta.

A Vila Paranapiacaba
A Vila Paranapiacaba e a sua paisagem (Foto Wikipedia)

Segundo Raul, o retrofuturismo promove um questionamento permanente da relação da sociedade com a tecnologia e, consequentemente, sua expressão por meio da arte. “As escolhas e caminhos que tomamos e tomaríamos caso os aparatos da modernidade invadissem o preconceituoso e romântico mundo do século XIX. Se eu tivesse que definir o steampunk em poucas palavras, o chamaria de Vapor Marginal”, conceitua.

Em terras tupiniquins, as primeiras aparições da estética steampunk e personagens “neo-vitorianos”, como Raul os define, tiveram espaço em eventos de RPG e ficção científica no início dos anos 2000. Mas o primeiro evento realmente steampunk ocorreu no Memorial do Imigrante, que conta com um acervo tecnológico e o apoio da Associação Brasileira de Preservação Ferroviária na realização de passeios de Maria Fumaça. Desde então o Conselho Steampunk — o maior fã clube dedicado ao gênero no país — tem participado e organizado dezenas de eventos.

Museu do Funicular
Equipamentos como estes, no subterrâneo do Museu do Funicular, no distrito, dão o clima steampunk à vila (Wikipedia)

A ideia, na SteamCon, é promover a imersão dos participantes no universo retrofuturista. Por isso foi escolhida a Vila de Paranapiacaba, uma histórica vila ferroviária inglesa, construída pelo Barão de Mauá durante o império.

Como nas edições anteriores, a programação incluirá variadas atividades que exploram aspectos da manifestação steampunk, desde palestras e bate-papos, oficinas e exibições de cinema, até o teatro, música, moda, artes plásticas, ilusionismo e a dança.

Participantes da II SteamCon
Participantes da II SteamCon: a estética steampunk (Foto: Loja Paraná)

Debatendo Ufologia entre o bronze e o vapor

Neste ano, o retrofuturista ambiente da SteamCon abrigará também o “1º Debate Ufológico de Paranapiacaba”, organizado pelo Conselho Steampunk em parceria com a Rede Brasileira de Pesquisas Ufológicas (BURN), coordenada pelo pesquisador Josef David S. Prado. Programado para acontecer no dia 8 de agosto, o evento contará com uma palestra de abertura e introdução ao assunto apresentada por Josef Prado às 11h, seguido de exposições dos pesquisadores Carlos Alberto Machado (também conhecido como Capitão Escarlate no universo Steampunk), Edison Boaventura Junior, e o editor do Portal/Revista Vigília, Jeferson Martinho.

Carlos Machado falará sobre episódios aterradores de mutilações humanas associadas ao fenômeno OVNI. Edison Boaventura fará apresentação sobre as mais recentes descobertas do famoso Caso Varginha e Jeferson Martinho apresentará palestra sobre o ceticismo aplicado à pesquisa ufológica como ferramenta para separar fantasia de realidade.

O conceito do debate partiu do coordenador da BURN, que já havia visitado a 2ª edição da SteamCon. Ao tomar ciência dos preparativos para a nova edição da conferência, expôs a proposta. Ele conta que “Raul Cândido, o organizador, na hora ali abraçou a ideia e perguntou se eu toparia organizar essa parte”. Josef diz que a opção pelo debate visa permitir maior interação do público. A escolha dos palestrantes se baseou, segundo ele, em “mostrar para o público que, apesar da Internet e muitos eventos por aí estarem cheios de gente que diz que passeia de disco voador toda semana, conversa com ETs regularmente, etc, existem pessoas fazendo uma pesquisa séria, pois o fenômeno OVNI é real e deve ser tratado de forma séria e o mais objetiva possível”.

Raul Cândido acha que o tema está em sintonia com a SteamCon. “Aproveitando a própria natureza do steampunk, que questiona sempre ‘e se?’, resolvemos abrir as portas do evento para o 1º Debate Ufológico de Paranapiacaba, e esperamos que os participantes descubram o trabalho cético realizado por pesquisadores experientes em torno dos fenômenos ufológicos”, conclui.

Serviço:
3ª SteamCon – Conferência Steampunk
Dias 8 e 9 de Agosto – Das 10 às 18 horas
1º Debate Ufológico de Paranapiacaba
Dia 8 de Agosto – A partir das 11 horas

Local: Clube União Lira Serrano – Avenida Antônio Olinto, Paranapiacaba (Santo André – SP)
Entrada Franca

Confirme participação: https://goo.gl/GxkAbh

 

 

Deixe um comentário