Home Manchete Irmãos Mondini quebram o silêncio sobre Varginha (via Portal BURN)

Irmãos Mondini quebram o silêncio sobre Varginha (via Portal BURN)

641
0
COMPARTILHE
Representação em tamanho real da suposta criatura de Varginha exibida em feira de anima tronco em São Paulo (arquivo)
Representação em tamanho real da suposta criatura de Varginha exibida em feira de animatronics em São Paulo (arquivo)
Representação em tamanho real da suposta criatura de Varginha exibida em feira de animatronics em São Paulo (arquivo)

Os ufólogos Osvaldo e Eduardo Mondini, ou os irmãos Mondini, como são conhecidos na comunidade ufológica brasileira (e estrangeira), ficaram longos anos afastados dos holofotes e da cobertura ufológica. Sua reclusão e silêncio só foram quebrados recentemente, em entrevista exclusiva que concederam ao portal da BURN – Brazilian UFO Research Network (Rede Brasileira de Pesquisa UFO).

Num longo vídeo, reproduzido a seguir com autorização da BURN, os irmãos contam que nunca deixaram a Ufologia de fato, mas se retraíram depois de ameaças e episódios envolvendo um suposto agente militar na epoca em que  lidavam com a chamada “fase Campinas” da investigação do episódio do ET de Varginha.

Esta etapa envolvia descobrir a verdade sobre histórias que apontavam para a possibilidade de os supostos seres capturados em Varginha terem sido transferidos para um laboratório secreto no subterrâneo da Universidade de Campinas – Unicamp.

A história das ameaças, equivalentes às relatadas pelas três meninas que deflagraram toda a narrativa que se configurou mais tarde no Caso Varginha, não era completamente desconhecida da comunidade ufológica. Mas só neste vídeo foi tornada pública, junto com outros detalhes da pesquisa, e a promessa de que estes experientes pesquisadores devem voltar à ativa continuar atuando como consultores*.

Os Mondinis, através do seu grupo de pesquisa, o CEPEX – Centro de Estudos e Pesquisas Exobiológicas de Sumaré – foram parceiros de primeira hora do Portal/Revista Vigília, quando do surgimento do nosso portal, que acompanhou e respeitou à época sua decisão de deixar de lado a divulgação das pesquisas que realizavam.

*Edição em 09/07/2015, após retificação feita por Eduardo Mondini, via Facebook.

Deixe um comentário

Please enter your comment!
Please enter your name here