Home Notícias Curitiba é capital brasileira da Ufologia até domingo

Curitiba é capital brasileira da Ufologia até domingo

144
1
COMPARTILHE

As atenções da comunidade de pesquisadores e interessados em Ufologia de todo o Brasil estão concentradas em Curitiba, no Paraná, até o próximo domingo, dia 15 de outubro. Desde o dia 12, a Capital paranaense está sediando o XXI Congresso Brasileiro de Ufologia Científica e X Conferência Internacional de Ufologia. O evento reúne os principais pesquisadores brasileiros do tema e traz como destaques alguns nomes internacionais, com ênfase para os dois pesquisadores russos Valeri Bourdacov, cientista graduado no Instituto de Aviação de Moscou, e o cosmonauta Alexander Lazutkin, cujas palestras estão sendo apresentadas pela primeira vez no Brasil. Além deles, outros estrangeiros estarão expondo suas teorias e pesquisas, tais como o piloto norte–americano James Courant, o mexicano Fernando Salazar Bañol e o chileno Juan Valdés Ibanez.

O evento conta com a organização do Núcleo de Pesquisas Ufológicas, presidido por Rafael Cury, que responde também pela presidência da Associação Nacional dos Ufólogos do Brasil (ANUB).

A Revista Vigília acompanhou a abertura do XXI Congresso Brasileiro de Ufologia. O dia quente e a precária ventilação do auditório da Antiga e Mística Ordem Rosacruz, localizado no bairro do Bacacheri, não afetaram a disposição da atenta platéia com cerca de 300 pessoas.

Devido a um pequeno atraso nos trabalhos e à ausência de alguns pesquisadores convidados, a programação do primeiro dia precisou ser reorganizada e acabou com duas palestras a menos. Mesmo assim, já deu uma amostra do amplo leque de temas e conceitos do Congresso, que não se restringe à abordagem científica, conforme propõe seu nome.

Antes do início das palestras, Rafael Cury, que completou 36 anos no mesmo dia da abertura do evento, fez uma breve apresentação dos palestrantes presentes e comemorou a crescente abertura da mídia ao tema Ufologia. “Embora nem sempre os programas saiam como a gente gostaria”, ressaltou o organizador, referindo–se ao sensacionalismo e à falta de seriedade na abordagem de matérias jornalísticas e programas recentemente exibidos.

A primeira exposição – sobre o que está sendo chamado de IEA (Intruso Esporádico Agressivo), popularmente conhecido como Chupacabras – foi feita pelo pesquisador Carlos Alberto Machado, do Centro de Estudos e Pesquisas Exobiológicas do Paraná, o CIPEX. A seguir, Eustáquio Patounas, diretor da Sociedade Brasileira de Estudos Extraterrestres (Socex), de Santa Catarina, falou sobre a Ufologia do ponto de vista holístico.

Workshop e teorias curiosas
No saguão de entrada do auditório, livros, revistas, maquetes, pinturas, fotos e outros suvenires agitavam o comércio ufológico, numa prática já tradicional no setor, que serve não apenas à divulgação da Ufologia, mas também ao custeio e manutenção das atividades de diversos grupos de pesquisas em todo o país.

Mais tarde, às 20h30, no Hotel San Diego, o pesquisador russo Valeri Bourdacov promovia um workshop especial sobre seu principal tema de estudos: a misteriosa explosão ocorrida em 1908, na região de Tunguska, na Sibéria.

Vigília conversou com Bourdacov(*), dono de opiniões contundentes. Para ele, a maior parte dos relatos, vídeos e fotos – se não todos – de avistamentos de fenômenos luminosos nos céus é decorrente de um fenômeno natural provocado pela combustão espontânea de gases de metano e outros compostos que escapam por falhas no solo e são ativados por emissões eletromagnéticas das linhas de transmissão de energia elétrica. Nenhum deles, segundo ele, seria inexplicável. Tunguska, segundo seu estudo – que o pesquisador apresenta como sendo mais uma entre as mais de 150 teorias sobre o acontecimento – seria um dos únicos eventos efetivamente provocados por uma inteligência alienígena.

“Uma nave interplanetária entrou na atmosfera, parou sobre aquela região e ficou levitando a 7 km de altitude. O objeto tinha três motores atômicos e, na ignição para deixar sua posição, causou os efeitos encontrados em Tunguska”, afirma o pesquisador russo.

Num estudo que, garante, está para ser apresentado em uma publicação científica, ele relaciona como provas alguns testemunhos da presença da nave e evidências como a taxa de radiação nos “anéis de idade” (faixas concêntricas do tronco das árvores que permitem determinar sua idade e sua exposição a fatores ambientais em diferentes épocas) das árvores que sobreviveram à devastadora explosão.

Em entrevista à Vigília, o organizador do Congresso, Rafael Cury, destacou a intensa participação e a presença de visitantes dos mais diversos lugares do país. “Ultimamente nos congressos a gente tem observado que cada vez mais pessoas céticas estão participando”, avaliou. “Seja para se informar, ou mesmo para se armar de argumentos contra a Ufologia, é uma prática muito saudável para a pesquisa”, brincou.

Apesar das ausências já contabilizadas – dos pesquisadores Roberto Pinotti (Itália), Reginaldo de Athayde (Ceará) e o comandante aviador Marcelo Carnevalle (São Paulo) – Cury comemorou os resultados do primeiro dia. “Todo evento tem suas dificuldades”, contemporizou.

Apresentada durante o processo de divulgação do evento, a proposta de redação de um documento ao final do Congresso com a assinatura de todos os pesquisadores presentes ainda não estava completamente definida. “Vamos conversar sobre isso com todos até domingo”, disse Cury.

Segundo ele, alguns palestrantes propuseram a redação de um documento formal para encaminhamento a autoridades governamentais, cobrando uma definição do Governo Federal quanto à Carta de Brasília (documento redigido durante o I Fórum Mundial de Ufologia, em Brasília, em 1998, pedindo o reconhecimento oficial da Ufologia), enquanto outros queriam um manifesto de repúdio ao suposto paranormal e contatado Urandir Fernandes de Oliveira, acusado de charlatanismo por diversos integrantes da comunidade ufológica brasileira.

(*) Colaborou Ricardo Varela

1 COMENTÁRIA

  1. RAFAEL CURY, por favor me envie mensagens ou email para o luiz gonzaga fonseca coelho, email; [email protected], sobre os eventos que voce ira fazer neste ano aida de 2017 e do proximo ano tambem conto contigo nisso obrigado do luiz gonzaga pra voce de são pedro segue o meu endereço pra ti – LUIZ GONZAGA FONSECA COELHO:_____RUA :JOAQUIM TEIXEIRA DE TOLEDO NUMERO : 396- SÂO PEDRO _SP________BAIRRO:CENTRO_____CEP:13520-000——celular—019-9-9739-4481———residencial——-015-19-3481-1152———-LUIZ GONZAGA,, ficarei no aguardo das respostinhas suas e a tua irmã e amigos dai como vão indo por ai abraços a todos amigos dai

Deixe um comentário