Mensagem Sáb Dez 10, 2011 3:29 pm

O campo magnético protege as plantas e animais das radiações solares danosas como a ultravioleta e das radiações cósmicas. Além deste item, um planeta para suportar a vida tal qual a conhecemos vivendo na superfície fora de ambiêntes artificiais, precisaria ter gravidade próxima de 1 G, atmosfera com alto teor de nitrogênio e oxigênio, água abundante, umidade no ar, temperatura entre -10ºC e + 40ºC, baixo índice de tempestades e catástrofes naturais (estou falando de tempestades e catástrofes de grande espéctro, como os ventos de 1600 km/h de Netuno), não de tsunames, enchentes, vulcões e terremotos que vemos por aqui, coisa leve perto do que já existiu na Terra e do que deve existir em outros mundos semelhantes a Terra.

Basicamente precisaria ser um paraíso igual a terra.

Como estamos bastante ocupados em destruir nosso paraíso, provavelmente no futuro, se conseguirmos tecnologia para sair do planeta em grande número de pessoas, seremos obrigados a viver em ambiêntes artificiais, pois nenhum planeta do sistema solar nos serve. Será possível viver em Marte no subsolo, pois uma boa camada de solo também filtra os raios nocivos. Não sei o que vamos fazer quanto a gravidade já que os cientístas consideram impossível arrumar uma artificial, nem imagino o tipo de energia que conseguiríamos. De resto dá para remediar com tecnologia e energia até as Luas de Marte vão ficar ocupadas.
O futuro está no desenvolvimento da ciência!